XD ODONTOLOGIA

XD ODONTOLOGIA
Estrada do Galeão, Nº 961, Loja G - Jardim Guanabara (Ilha do Governador)

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Cuidados Necessários com a Escova de Dentes

Sangue, restos de comida, coliformes fecais, HPV e Herpes tipo 1, fungos, são algumas das coisas encontradas nas escovas de dentes.
Então, se você acha que sua escova está limpa apenas lavando-a com água, está enganado. Nós engolimos várias “sujeiras” todos os dias.
Para que a escova de dentes faça corretamente o seu trabalho, prevenindo o acúmulo de placa bacteriana causadora de tártaro, de cárie e doenças periodontais, devemos trocá-la regularmente, alguns especialistas sugerem trocar a escova de dentes a cada três meses, porém se as cerdas estiverem desgastadas a escova deve ser trocada antes, para limpar a boca com eficácia. Existem escovas que têm marcações nas cerdas, assim é mais fácil identificar o momento certo de trocar a sua escova.
Uma escova nova remove 30% mais placa que uma escova usada.
É essencial que a escova seja macia para não agredir a gengiva nem danificar o esmalte dos dentes, e deve ter a cabeça pequena para alcançar os últimos dentes limpando devidamente.
Quanto mais simples for a escova, mais fácil sua higienização, dificultando a proliferação de bactérias.
A troca da escova se deve não apenas pelo desgaste das cerdas, mas também pelo acúmulo de bactérias, que podem causar infecção na boca.
Também é aconselhável trocar as escovas sempre depois de passar por uma doença infecciosa, como resfriados, gripes, herpes, mononucleose, para não causar reinfecção, já que as bactérias se alojam nas cerdas da escova.
Cuidado com sangramentos, pois facilita a entrada de bactérias na corrente sanguínea, provocando doenças cardíacas, como a endocardite bacteriana.
Complicações mais sérias como a periodontite, um possível tratamento de canal, até câncer de boca são causas de uma má higiene bucal.
Limpe corretamente sua escova após a escovação, com água corrente e retirando o excesso de água, pingue nas cerdas ou deixe a escova submersa no antisséptico bucal por 20 minutos, ele protege as escovas entre as escovações.
Use capinhas para proteger a cabeça da escova, e a capinha também deve ser limpa diariamente com antisséptico bucal.
Antes de começar o processo de escovação lave as mãos com água e sabão e retire o resíduo de enxaguante bucal da escova de dentes, aproveite e faça um bochecho para eliminar o resto de comida da boca.
Não deixe sua escova entrar em contato com outras escovas, as bactérias pulam de escova em escova se misturando e fazendo a festa.
E nada de usar escovas alheias, elas são de uso pessoal. Uma escova não limpará o suficiente uma boca se ela já limpou outra.
Não deixa a escova perto do vaso sanitário, quando damos descarga, mesmo com a tampa fechada milhões de coliformes fecais (nano-cocos) são lançados no ar, podendo pousar da escova ou na toalha de banho.
Evite lugares úmidos, eles são um covil para proliferação de bactérias fungos.
Isso significa que não adianta apenas escovar os dentes muito bem. Manter a escova limpa é essencial.
Condutas como, uma boa escovação, uma escova em boas condições, a correta utilização do fio dental e o uso periódico do enxaguante bucal são hábitos aceitáveis para conservamos um belo e saudável sorriso.

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Morpheus - Anestesia Sem Dor


Um dos fatores que afastam o paciente do consultório é o medo da anestesia.
E o MORPHEUS, um inovador injetor de anestésico que mudou a concepção em anestesia no ramo odontológico, chegou para acabar com esse medo.
Com técnicas avançadas, o Morpheus oferece anestesia indolor, com menos toxidade e maior segurança.
Por se tratar de um sistema computadorizado, injeta no tecido ósseo com precisão, em doses 3x menores que o anestésico comum, reduzindo os efeitos colaterais. O equipamento identifica a velocidade que se injeta o anestésico para o tecido absorver completamente, assim não há dor na injeção e nem refluxo de anestésico (sem trauma no tecido).
A injeção da Anestesia se ajusta de forma equilibrada, restringindo a região aplicada, anestesiando somente o dente a ser tratado, de forma indolor, dura em média de 30 a 60 minutos, variando dependendo da dose e do tipo de anestésico.
A anestesia é local, não oferecendo perigo de ficar com a boca e língua dormentes, sem correr o risco de morder acidentalmente a língua insensível.
Essa anestesia é ideal para trabalhos protéticos, estéticos e cirúrgicos. 
Possui 9 Técnicas Anestésicas pré-programadas para atender a necessidade de cada paciente e trazer os benefícios de uma anestesia sem dor e mais segura para todo tipo de procedimento odontológico.
O Morpheus proporciona um conforto que não era viável com métodos anestésicos tradicionais.

fonte: https://www.meibachtech.com/morpheus/

quinta-feira, 29 de junho de 2017

INGESTÃO DE FLÚOR E OS RISCOS DE FLUOROSE

A ingestão crônica e excessiva de fluor por crianças com menos de 4 anos de idade pode aumentar os riscos de Flourose, o disturbio ocorre na formação dos dentes permanentes causado pela ingestão excessiva de flúor nos primeiros anos de vida. O uso de creme dental fluoretado somado a outras fontes de flúor como água fluoretada, medicamentos e alimentos, podem causar a doença.
A patologia é caracterizada por manchas que vão da cor branca até o marrom escuro, podendo também apresentar cavitações, mais de 70% dos casos de fluorose são causados por ingestão de pasta de dente com alto teor de flúor, 80 % dos cremes dentais é engolido durante a escovação por crianças de até 5 anos.
É importante que os pais observem o conteúdo de fluor presente nos cremes dentais que dão a seus filhos, para crianças de até cinco anos o ideal é utilizar cremes dentais infantis com baixa quantidade ou sem flúor, em virtude da dificuldade do controle da ingestão do creme dental. E toda a escovação deve ser supervisionada por um adulto, o dentista pode orientar os pais sobre qual creme dental usar de acordo com o risco à cárie de cada criança.

As mães devem visitar seus dentistas durante a gestação para que recebam informações sobre a higiene oral de seus filhos, desde o nascimento é recomendável consultas odontológicas para as crianças, esse esclarecimento pode diminiur o risco de contaminação das crianças pela doença cárie, que na maioria das vezes é transmitida        por familiares ou cuidadores. A diminuição do risco á cárie, diminiu a necessidade da utilização de cremes dentais fluoretados em crianças menores de 5 anos, atenuando o risco de fluorose por ingestão de creme dental.

PRÓTESE DENTÁRIA TIPO PROTOCOLO BRÄNEMARK


A prótese tipo protocolo Bränemark consiste na reabilitação total de pacientes que perderam seus dentes há muitos anos e que possuem sua parte óssea prejudicada. A técnica do médico ortopedista sueco, Per-Ingvar Bränemark, teve início nos anos 60, mas em 1969 ela foi otimizada para próteses fixas.
tratamento de Bränemark é dividido em duas etapas: cirúrgica e protética, com intervalos de quatro a seis meses para mandíbula e maxila. Mas, atualmente com os avanços alcançados pela odontologia é possível realizar a implantação e a instalação da prótese em até 72 horas.
Primeiramente, são instalados quatro, cinco ou seis implantes, que ficam em repouso durante quatro meses e a partir daí servem como sustentação para uma prótese fixa.  Sobre esses implantes os pilares são aparafusados e em cima deles, a prótese, que é feita a partir de uma barra metálica onde os dentes acrílicos ou de porcelana são fixados.
Com este tratamento os pacientes substituem suas dentaduras (próteses totais), próteses parciais removíveis e Roach por próteses fixas sobre implantes dentários. A capacidade fonética, a mastigação e deglutição melhoram, proporcionando uma melhor qualidade de vida, devolvendo aos pacientes, que têm vergonha de seu sorriso ou problemas com a autoestima, por causa da perda de seus dentes, a vontade de sorrir novamente.

quarta-feira, 17 de maio de 2017

FACETAS DE RESINA


A faceta em resina é utilizada como alternativa para as facetas em porcelana (que demoram no mínimo três sessões para serem feitas), por ser um procedimento mais rápido, são feitas até no mesmo dia.

Avaliada como uma boa escolha para pacientes que não necessitam de grandes mudanças, recompõem a cor e a forma do dente perdidas com o tempo, com breves alterações que fazem muita diferença no sorriso.
Aplicada diretamente pelo dentista, envolve apenas a superfície visível do dente, ao contrario das restaurações, que preenchem só as regiões do dente com problemas (como buracos ocasionados por caries ou fraturas), não envolve os molares, nem a parte interna do dente que tem contato com a língua.

terça-feira, 4 de abril de 2017

Alimentos que Mancham os Dentes

Mesmo escovando os dentes, passando fio dental todos os dias após as refeições, seus dentes escurecem?
Isso pode ocorrer por causa da sua alimentação.
Vinho tinto, suco de uva, refrigerantes de cola, café, açaí, milho, molho de tomate, beterraba, molho madeira, shoyu, ameixa, amora, folhas escuras e balas e chicletes com corante são grandes vilões, quando o assunto é manchar os dentes.
Certo, que muitas vezes, quando bochechamos com água ou escovamos os dentes após ingerir esses alimentos, essa coloração some. Porém quando não há uma boa higiene bucal, o esmalte que protege o dente escurece, manchando-os.
Lembrando que alimentos pigmentam os dentes com sua cor, e o que deixa os dentes amarelados são o fumo e a dentina envelhecida.
Alimentos ácidos, como limão e vinho são capazes de potencializar a pigmentação nos dentes, isso porque, o ambiente bucal ácido danifica o esmalte, tornando-os mais frágil a alimentos com coloração forte, manchando-os.
Após ingerir alimentos ácidos, deve-se aguardar 30 minutos para escovar os dentes, isso porque a acidez se espalha pelos dentes com a escovação. Nesse tempo a saliva consegue neutralizar essa acidez, evitando assim a desmineralização.
Procure consumir com moderação alimentos que mancham, prefira vinho branco invés de tinto, café com leite invés de café puro. Morango, queijo, espinafre, maçã, iogurte, salmão, leite, pera, pepino, goma de mascar sem açúcar (adoçadas com xilitol), castanha do Pará, brócolis, nozes, ovos e água ajudam a manter os dentes limpos, além de estimular a saliva, desestimulam o desenvolvimento de cáries e combatem bactérias.
O Clareamento é uma opção para quem já possui os dentes manchados ou amarelados, possibilita clarear e remover manchas dos dentes, porém exige certos cuidados, como não fumar, evitar alimentos ácidos, e que possam manchar os dentes durante o tratamento.
Visitar o dentista de seis em seis meses para realizar uma limpeza e polimento é fundamental para remover e prevenir manchas, ajudando a manter a saúde bucal em dia, e evitando problemas futuros.